Você está aqui:Home » Saúde » HPV é assunto sério de saúde

HPV é assunto sério de saúde

Share Button

HPV é assunto sério. Estima-se que de 50 até 80% da população já teve contato com o vírus. Compartilhe com as amigas esse link e leia com atenção o post de Julia Muller originalmente publicado no blog Saúde e Medicina.

O HPV é um vírus que provoca lesões na pele, na região genital de homens e mulheres. Esta doença é sexualmente transmissível e é caracterizada pelo fato de possuir inúmeras variações de acordo com cada organismo, fazendo com que a forma como cada indivíduo é afetado seja diferente.

O HPV é conhecido mais especificamente por sua relação com o câncer do colo de útero, uma vez que os casos mais graves podem evoluir para a doença e acarretar problemas de saúde muito sérios. Assim como para todas as doenças que têm o seu contágio relacionado ao ato sexual, este vírus também pode ser transmitidoquando a relação acontece sem o uso de preservativo.

Camisinha: Sexo seguro preserva a saúde

Camisinha: Sexo seguro preserva a saúde

Desta forma, a maneira mais eficaz e mais segurapara que se evite o contágio, é a utilização de preservativo em todas as relações sexuais, para indivíduos de todas as idades. Esta doença é uma das que mais apresenta índices de contaminação em todo o mundo, especialmente para as mulheres, que podem ser seriamento afetadas por conta do alto grau de risco sobre a evolução para um quadro de câncer de colo de útero.

FATORES AGRAVANTES
Todas as doenças, especialmente as que apresentam contágio por meio das relações sexualmente transmissíveis podem gerar sérios problemas e comprometer de forma bastante efetiva a saúde de cada indivíduo.

O HPV é um dos principais exemplos, pois quando o quadro se desenvolve de forma mais grave, a presença da doença pode comprometer o organismo de forma a provocar outras doenças e ainda, dificultar o tratamento por conta do estágio avançado no qual o vírus se apresenta no organismo.

Quando a doença se manifesta em um estágio menos grave, o próprio sistema imunológico de cada indivíduo pode ser um grande aliado para o tratamento médico, fazendo com que a doença regrida deforma efetiva.

Entretanto é necessário procurar a orientação de um profissional médico para o combate à doença tenha início da forma mais rápida possível, com o objetivo de minimizar os efeitos e as possibilidades de desenvolvimento do quadro.

CONTÁGIO E SINTOMAS
Quando o vírus do HPV se manifesta, o indivíduo contaminado pode ser afetado em toda a região genital, por meio de lesões na pele desta região. Em alguns casos isolados, também é possível que o desenvolvimento do vírus HPV ocasione diferentes lesões em outras partes do corpo, tais como a laringe e o esôfago, entretanto, este tipo de ocorrência é bastante incomum e os casos onde a doença pode se desenvolver em outras partes do corpo e da pele são considerados bastante raros.

A partir do momento em que a doença começa a dar sinais de desenvolvimento, o indivíduo percebe a presença do seguinte sintoma:
− Diferentes tipos de verrugas em toda a região genital
Este é o fator determinante para a presença do HPV.  Assim que o indivíduo percebe a lesão é necessário procurar orientação médica de forma imediata, pois o profissional deve realizar os exames adequadopara identificar não somente os locais afetados pela doença, como também e principalmente, a intensidade sobre a proliferação do vírus no organismo deste paciente contaminado.
TRATAMENTO
Um dos mais importantes aspectos para a eficácia sobre o tratamento do vírus HPV é o caráter emergencial que deve ser aplicado ao combate à doença.

É muito importante entender que este vírusdeve ser tratado de forma imediata e todas as orientações médicas devem ser seguidas de forma correta, durante o período em quem este indivíduo estiver em tratamento.

De forma geral, o modo como a doença será tratada é bastante específico, uma vez que as condições de saúde do paciente são fatores que também determinam a administração de medicamentos.

Outro ponto importante é o graude evolução da doença, pois alguns casos mais avançados podem até mesmo ser tratados por meio da realização de cirurgia para a retirada das verrugas. Isto também depende do local onde o paciente foi afetado, pois, em alguns casos, o médico pode indicar o tratamento por meio da utilização de laser, de acordo com a localização da lesão.

Share Button

comentários (1)

Deixe um comentário

Voltar para o topo